Marli Mazon09/23 , Não categorizado

Como vai você está nutrindo a sua vida?

A palavra nutrição nos remete a um conceito ligado ao estudo dos processos pelos quais o organismo recebe,  utiliza e elimina os nutrientes ingeridos por meio da alimentação.

Porém, num olhar mais amplo,  podemos considerar  que a nutrição envolve outros aspectos, além desses processos.

Como  por exemplo, no início da vida de um bebê a alimentação ideal  é essencialmente o leite materno, quando possível. Porém não é só de alimentos que o bebê se nutre. Ele também recebe amor, atenção, carinho, afetos e inúmeras sensações por meio dos sentidos: o cheiro, o tato, a visão, audição e paladar, entre outras percepções do campo emocional.

Na vida adulta não é diferente.

A nutrição é um conjunto a ser considerado a  360 graus, ou seja, corpo, mente e espírito.  Com relação ao corpo, buscamos eleger os melhores alimentos, ingerir água de boa qualidade e, na melhor das hipóteses, cuidamos da alimentação com consciência de forma a proporcionar ao corpo uma variedade de nutrientes que o tornarão  saudável.

Já em relação à mente, ou saúde mental, essa nutrição liga-se diretamente ao  “ambiente” que nos circunda e é de fundamental importância nós cuidarmos de  toda a ambiência que nos envolve e que façamos boas escolhas para  que assim tenhamos boas experiências sensoriais e emocionais. E a vida espiritual também merece uma atenção, pois já há vários estudos que afirmam que a conexão com a força interior ou com a fé em algo superior faz com que o ser humano seja mais pleno e equilibrado.

Qual é o problema então? É que por muitas vezes, levamos a vida no piloto automático  e não nos damos conta que em maior ou menor grau, dentro do que é possível na sua particularidade, podemos escolher para  além dos alimentos que ingerimos, podemos  fazer as melhores escolhas para todas as áreas da nossa vida.  

Diante disso, elaborei um conjunto de perguntas para ajudar você a refletir sobre como você está se nutrindo. Lembre-se de considerar o seu poder de escolha para cada situaҫão e você pode  substituir, limitar ao mínimo ou até eliminar totalmente,  aquilo que não te faz bem.

Tenho amigos verdadeiros ou por conveniência?

A minha relaҫão amorosa é saudável ou abusiva?

Estou tendo  experiências que me fazem  sorrir no meu íntimo?

Estou circundado de pessoas que amo, como família e amigos? Aqui não precisa ter necessariamente a presenҫa física, mas o suporte e a confiança são fundamentais.

Estou tendo experiências  de  contato com a natureza?

Estou em contato com o meu corpo :respiração, esporte, Yoga ou exercícios físicos em geral?

Estou me permitindo  estar comigo mesmo(a),  mesmo que seja um tempo mínimo?  

Estou tendo conversas sobre ideias e projetos ou tenho apenas falado da vida das pessoas, (fofoca)?

Estou me tratando com carinho e compaixão ou sou sempre muito dur(a) comigo mesmo/a? 

Qual a qualidade dos meus pensamentos? São produtivos ou destrutivos?

Os conteúdos que assisto ou leio colaboram para meu crescimento pessoal ou profissional?

Quais as coisas da vida que não me servem e que posso deixar ir?

Tenho celebrado  minhas conquistas?  E não importa grandes ou pequenas.

Fico feliz pelas conquistas alheias ou me comparo, me sentindo inferior?

Pense com muita verdade sobre tudo isso. É sobre você para você! Desejo que encontre um balanço  de nutrientes para a sua vida e coloco-me à disposição caso precise.


Tags


Outros Artigos como este

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}

Inscreva-se na minha newsletter mensal

Receba minha melhores dicas e estratégias para mudar seu roteiro e viver melhores relacionamentos e circunstâncias